terça-feira, 1 de junho de 2010

FITOTERAPIA NA OBESIDADE

A obesidade é uma doença referente a saúde pública, muito séria e que determina co- morbidades (doenças associadas), diabetes, hipertensão arterial, doenças ortopédicas - problemas de coluna, artroses etc.
Os fatores causadores são vários como fatores genéticos, erros alimentares fast food, mortadela, linguiça e gorduras animais em geral.
Os pacientes constipados são considerados mais susceptíveis a obesidade, pois apresentam diminuição da eliminação de elementos tóxicos do organismo causando retenção de líquido e ganho de peso.
Para redução de peso não existem fórmulas milagrosas e no contexto da fitoterapia o ideal é individualizarmos o tratamento.
Na consulta levamos em consideração o índice de massa do paciente, doenças associadas - colesterol alto, hipertensão arterial,diabetes, insônia e ansiedade.
Algumas dicas são importantes para quem intenciona emagrecer.
1- Ingerir líquidos em média 30ml/kg de peso dia, a água ajuda a higienizar o organismo desintoxicação.
2- Evitar de forma incorruptível qualquer alimento muito calórico, doces em geral, refrigerantes, bebidas alcoólicas, gorduras animais saturadas.
3- Refrigerantes light e diet, lembre-se a idéia é mudar o hábito alimentar.
4- Utilização de fibras alimentares - para aumentar o teor de fibras acrescente linhaça dourada na alimentação de preferência triturada na hora do consumo.
5-Os doces deverão ser substituídos por frutas.
6-Os refrigerantes deverão ser substituídos por suco de frutas fora do horário das refeições - CUIDADO OS PACIENTES DIABÉTICOS POIS O USO DE FRUTA DE MANEIRA INDISCRIMINADA PODERÁ AUMENTAR A TAXA DE AÇUCAR NO SANGUE E DESCOMPENSAR O DIABETES.
7-O açucar refinado (branco) deve ser eliminado do cardápio pois poderá promover ao longo do tempo diabetes.
8-O chá (camélia sinensis), poderá ser utilizado - chá verde - entre as refeições no qual tem efeito acelerando o metabolismo e a queima de gordura.
9-Não utilizar líquidos durante as refeições.
10-Os chás deverão ser evitados durante a gravidez, alguns chás podem causar aborto.
Por isso procure um profissional capacitado para melhor resposta clínico-terapeutica.
Dr. Alexandre Carloni
Homeopatia e Fitoterapia

ORIENTAÇÕES SOBRE FITOTERAPIA

A fitoterapia é considerada hoje uma terapia de baixo custo, fácil utilização e baixa reação adversa (baixo efeito colateral). Porém exige do prescritor qualificação técnica para indicar a planta medicinal mais apropriada em relação, a cada paciente (terapeutica individualizada).
O fitoterapeuta trata o doente e não a doença.
É muito importante a não banalização do uso das planta medicinais, pois existem plantas que possuem efeito potencializador de medicamentos alopáticos, ou inibidor, como no caso dos anticoncepcionais de uso oral e o Hypericum perforatum ( medicação fitoterápica anti-depressiva), pois o mesmo diminui o efeito dos anticoncepcionais, aumentando o risco de gravidez.
O sucesso que venho obtendo com as ervas medicinais, é fruto de uma análise detalhada de cada caso, da observação e acompanhamento dos pacientes individualmente.
Por isso a maneira mais correta é procurar um profissional qualificado com intuito de evitarmos efeitos colaterais e resultados promissores.
Dr. Alexandre Carloni
Homeopata e Fitoterapeuta

segunda-feira, 15 de março de 2010

O QUE É UM NOSÓDIO

O medicamento nosódio em homeopatia é utilizado através do uso do próprio agente causador da doença(por exemplo a dinamização de uma secreção qualquer produzida pelo corpo), que após ser succionado será utilizado de forma terapêutica no tratamento das doenças específicas causadas por aquele agente que foi dinamizado. Princípio do semelhante tratando semelhante).

DERRAME CEREBRAL EM CACHORRO

Fui contactado por uma dona de um cachorro, raça Também Cocker Spaniel, com diagnótico veterinário de AVC ou seja Acidente Vacular Cerebral - Derrame.
A proprietária do animal estava desolada chorava de forma convulsiva a possível perda de seu animalzinho de estimação.
A veterinária desenganou- o e disse ..." deve se preparar para o fato a qualquer momento...",
pois o animal não levantava mais de sua cama e nem muito menos se alimentava sozinho.
Tentei então uma medicação homeopática Natrum Sulphuricum em alta, com intuíto de dimnuir o edema cerebral, utilizo em humanos vítimas de derrame e traumatismos cranianos.
Associei a barita carbonica em baixa com intuíto de melhorar a oxigenação cerebral.
Também sem esperança aguardei os aconteciementos, e me preparei para o possível e breve desenlace.
12 horas após a dose inicial da medicação, segundo a dona, ouve-se movimento de patas, caminhar do cachorro em outro cõmodo da casa, fato que a fez levantar de onde estava sentada e procurar exatamente de onde vinha o barulho e de quem era. Era ele o bichano, havia se levantado sozinho e se dirigia para vasilha de ração para fazer sua refeição.
Dias sucessivos ocorreram com melhora progressiva. No momento o mesmo caminha sozinho e está se alimentado sozinho e a sua dona muito feliz por ter sue caõzinho de volta.
Postado por Dr. Alexandre Carloni Homeopata. em 15/3/10.

sábado, 13 de março de 2010

HOMEOPATIA PARA ANIMAIS

CASO CLÍNICO:
Trago hoje(13 de março de 2010) o caso do Arto, um cachorro da raça Cocker Spaniel, que apresentava doença articular. O cachorro apresentava comprometimento nas atriculações coxo-femorais e que impossibilitava-o de andar e não respondia bem aos medicamentos alopáticos convencionais.
Após ser contactado por sua cuidadora, minha paciente e adepta ao tratamento homeopático, solicitou-me o auxilio para o tratamento do "animalzinho" com a homeopatia.
Expliquei-a que deveríamos dar sequência ao acompanhamento veterinário alopático e que eu daria uma ajudinha para tentarmos alguma melhora.
O tratamento foi iniciado com Rhux toxi de alta, OAN E TR diariamente, e após 3 meses de tratamento o nosso fiel amigo Arto estava esperto como nunca, já subia na cama, e caminhava livremente pelas ruas da cidade. Será que homeopatia é realmente autosugestão?
Postado por Dr. Alexandre Carloni médico homeopata e fitoterapêuta.

quinta-feira, 11 de março de 2010

HOMEOPATIA CIENTÍFICA

A terapia homeopática foi descoberta há 200 anos pelo cientista médico e pesquisador alemão Samuell Hanneman, e é reconhecida pelo Conselho Regional de Medicina como especialidade médica.
A ciência é muito refutada pelo meio acadêmico científico da linha alopática, que afirma que não existe metodologia científica que justifique seus fins terapêuticos, mas os fatos e as experiências científicas direcionam as pesquisas e as fundamentações epistemológicas do método.

E como a homeopatia funciona?

Para entendermos o funcionamento da homeopatia precisamos contemplar o ser humano como força e matéria, ou seja o nosso corpo é movido por uma energia ou força vital, que ao estar em equilíbrio dinâmico o corpo também permanece em equilíbrio e em bom estado de conservação, mas ao entrar em desequilíbrio estas forças vitais irão desequilibrar o nosso organismo e causar as doenças físicas.
A homeopatia por ser uma medicação a base de energia atua reequilibrando esta energia vital em desequilíbrio, proporcionando a retomada da saúde e harmonia corporal.

O que desequilibra esta energia vital e o nosso corpo?

1- Erros alimentares.
2- Stress emocional.
3- Depressão.
4- Cansaço extremo.
5- Sedentarismo.
6- Baixa ingesta de líquidos (principalmente água).
7- Dificuldades com as próprias emoções.
8- Falta ou diminuição do sono.
9- Alcoolismo
10- Tabagismo

O que ajuda a reequilibrar o organismo?

1- Regulagem do sono.
2- Alimentação adequada.
3- Atividade física moderada.
4- Ingesta adequada de líquidos.

Dr. Alexandre Carloni
Médico homeopata
Fitoterapeuta